CPC2016: é toda uma sociedade científica...

Fevereiro, 2016

 

 

É um privilégio vivenciar a organização de um congresso como o Português de Cardiologia. A generosidade com que tantas e tantas pessoas se dedicam de forma voluntária à edificação deste projeto comum deve ser motivo de orgulho para todos nós e é um sinal claro da força e vitalidade da Sociedade Portuguesa de Cardiologia.

Depois de estabelecido o programa científico (já disponível em www.cpc2016.pt) - elaborado com a participação das associações e de todos os grupos de estudo e núcleos da sociedade, sem exceção – foi chegada a vez da peritagem de resumos submetidos ao congresso.

Este ano, a forte adesão da comunidade científica resultou num número recorde de 628 submissões de trabalhos originais. A este elevado número de resumos associou-se ainda a decisão da comissão científica de alargar o número mínimo de revisões a que cada trabalho é submetido, na tentativa de dissipar o impacto que as classificações extremas têm na classificação final. Se tivermos em conta de que cada trabalho é revisto por, pelo menos, sete peritos, rapidamente nos apercebemos de que são necessárias cerca de 5000 revisões para, com alguma redundância, podermos concluir este processo! Para esta tarefa foram identificados peritos de diferentes áreas por indicação dos grupos de estudos e associações. Foram convidados mais de 300, sendo que 295 aceitaram participar nesta missão. Destes, e apesar do período de peritagem coincidir com as festas de Natal e passagem de ano, apenas quatro acabariam por não rever os trabalhos que lhe foram atribuídos e cada resumo teve, em média, 8,3 revisões efetivas.

Não posso deixar de aproveitar a oportunidade de louvar a generosidade e o espírito científico de todos os colegas que se dedicaram a esta tarefa. Juntamente com o elevado número autores que contribuem para enriquecer o programa científico do CPC, estamos a falar de um universo que ronda o milhar de pessoas envolvidas nesta realização. É obra!...

 

Nuno Bettencourt

Presidente do CPC2016

 

 

© SPC 2016 - Sociedade Portuguesa de Cardiologia - Todos os direitos reservados.